logo_calibra

PROJETO CALIBRA

O GNSS (Global Navigation Satellite System) vem proporcionando um impacto significativo no suporte às operações onde alta acurácia é requerida, como em agricultura de precisão, onde aplicações meticulosas de pesticidas e fertilizantes traduzem em eficiência e ganho em produtividade. Outros exemplos são levantamentos topográficos e geodésicos, gerenciamento de terra e operações off-shore. Métodos de posicionamento como RTK (Real Time Kinematic), WARTK (Wide Area RTK) e PPP (Precise Point Positioning), que exploram a precisão dos sinais GNSS, em especial a fase da onda portadora, são os métodos principais dessas aplicações e são especialmente sensíveis às perturbações/distúrbios da ionosfera, as quais são dependentes de diversas variáveis: ciclo solar, época do ano, hora local, localização geográfica e atividade geomagnética. O Brasil está localizado numa das regiões mais afetadas da Terra e pode ser considerado como um local excelente para realizar testes, pois materializa um dos piores cenários. Problemas relacionados com a solução das ambiguidades, crucial nos métodos de alta acurácia, tem se manifestado, mesmo antes de se atingir o ápice do ciclo solar 24 (2013-2014), impedindo de se obter os níveis de acurácia esperado pela indústria. O impacto das altas atividades solares proporciona certo risco, não só de desabilitar o uso do GNSS, mas também de levar os usuários em não confiar no sistema para aplicações de alta acurácia. Essas particularidades são relevantes para o desenvolvimento do Galileo e devido aos desafios tecnológicos que são impostos. O Brasil é um proeminente mercado para os métodos GNSS de alta acurácia e esse projeto auxiliará na evolução desse mercado. O projeto visa o desenvolvimento de algoritmos para serem aplicados nas observáveis de fase da onda portadora visando eliminar os efeitos adversos da ionosfera. Serão identificadas como essas observações e os algoritmos existentes são degradados pelos fenômenos relacionados com a ionosfera, avaliando o impacto no RTK, WARTK e PPP em termos de acurácia, integridade e disponibilidade. A partir disto serão desenvolvidos métodos de mitigação baseados nas evidências experimentais. Tal objetivo será possível devido à expertise obtida pelos parceiros neste campo, suas participações em projetos relacionados a esse tema e o uso de dados de uma rede RTK no Brasil, a qual é gerenciada pela UNESP, um dos parceiros deste projeto.

CALIBRA PROJECT

GNSS (Global Navigation Satellite System) is providing a significant impact on support operations where high accuracy is required, such as precision agriculture, where meticulous applications of pesticides and fertilizers translate into efficiency and productivity gains. Other examples are topographical and geodetic surveys, land management and offshore operations. Positioning methods as RTK (Real Time Kinematic), WARTK (Wide Area RTK) and PPP (Precise Point Positioning), that exploit the precision of the GNSS signals, in particular the carrier phase, are the main methods of these applications and are especially sensitive to disturbances of the ionosphere, which are dependent on several variables: solar cycle, season, local time, geographical location and geomagnetic activity. Brazil is located in the most affected regions of the Earth and can be considered as an excellent place for testing, because materializes one of the worst scenarios. Problems related to the solution of ambiguities, crucial to methods of high accuracy, has manifested itself even before reaching the apex of the solar cycle 24 (2013-2014), preventing to obtain accuracy levels expected by the industry. The impact of high solar activity provides some risk, not only to disable the use of GNSS, but also lead users not to rely on the system for high accuracy applications. Those characteristics are relevant to the development of Galileo and due to technological challenges that are imposed. Brazil is a prominent market for high-accuracy GNSS methods and this project will assist in the evolution of this market. The project aims to develop algorithms to be applied to the observable carrier phase to eliminate the adverse effects of the ionosphere. Will be identified as these observations and existing algorithms are degraded by the phenomena related to the ionosphere, assessing the impact on RTK, WARTK and PPP in terms of accuracy, integrity and availability. From this mitigation methods will be developed based on experimental evidence. This objective will be possible because of the expertise gained by the partners in this field, their participation in projects related to this theme and the use of data from a network RTK in Brazil, which is managed by the UNESP, one of the partners in this project.